16 de abr de 2011

Versificação – parte 1/4: VERSO e ESTROFE



Olá, meu caro, minha cara!

Quanto tempo!

Estou numa correria tremenda... Andei meio atarefado. Mas não posso abandonar meus colegas de caminhada. Entremos, então, na sala de estilística e iniciemos nossos estudos acerca da versificação, d'accord? Très bien!

Termine de comer essa trufa, deixe separada a roupa que vai usar pra ir à virada cultural, pegue o dicionário francês-português e siga lendo.

Versificação é a técnica de fazer versos. Pronto! Simples assim. Agora aconselho os amigos insatisfeitos a prosseguirem a leitura. Grato.

VERSO – é cada linha de um poema. Um poema com quatro linhas tem quatro versos; e assim segue-se. Outro ponto importante que deve ser observado é o fato de o verso formar uma unidade rítmica completa.

“Volta o Cão Arrependido
Com suas orelhas tão fartas
Com seu osso roído
E com o rabo entre as patas”      (Chaves)

Neste exemplo, temos 4 versos. Mas sabemos que, como disse o Chaves, a estrofe é repetida 44 vezes. Teríamos, portanto, (44 x 4 = 176) 176 versos se o seu Madruga deixasse... (KKK não aguentei). Vejamos agora a tipologia dos versos (~.~).

Tipos de verso – os versos são classificados de acordo com o seu número de sílabas poéticas. Vejam bem, são sílabas poéticas; não são sílabas comuns que encontramos aplicando uma divisão silábica simples. Veremos como dividir um verso em sílabas POÉTICAS logo mais na terceira parte da versificação no tópico METRO, tudo bem? Beleza! Na ocasião, faremos uma revisão dos versos e pedirei para que você volte a esta 1ª parte, se tiver disposição, né?

Monossílabo – verso com uma sílaba poética

Dissílabo – com duas sílabas poéticas

Trissílabo – três sílabas poéticas

Tetrassílabo – quatro

Pentassílabo (redondilha menor) – cinco (Brasil!!!)

Hexassílabo – seis

Heptassílabo (redondilha maior) – sete

Octossílabo – oito

Eneassílabo – nove

Decassílabo – dez

Hendecassílabo – onze

Dodecassílabo (alexandrino) – doze sílabas poéticas

Bárbaro – verso com mais de doze

ESTROFE – uma estrofe é um conjunto de versos. Tô objetivo hoje!

“À quarante et un an (c’est mon âge)!
Je n’ai pas d’enfant. Dieu m’assiste!
Je suis seul. Cela me soulage
Tout en me laissant un peu triste.”      (M. B.)

Aqui vemos uma estrofe formada por quatro versos. Simples, não é? Certo! Vejamos agora como podem ser classificadas as estrofes.

As estrofes são classificadas de acordo com o número de versos.

Monóstico – estrofe com um verso

Dístico – estrofe com dois versos

Terceto – com três versos

Quarteto ou quadra – com quatro

Quintilha – cinco

Sextilha – seis

Septilha – sete

Oitava – oito

Nona – nove

Décima – estrofe com dez versos

Só pra fixar: foi apresentada, no nosso exemplo, uma quadra, uma estrofe com quatro versos.

Muito bem! Terminamos a primeira parte do tema VERSIFICAÇÃO. Na segunda parte, daremos continuidade conhecendo a RIMA. (RIMA!)

Veja a 2ª parte desta matéria clicando aqui.

Fagner

Um comentário:

  1. Obrigado muito boa explicação,tirou minha dúvida.

    ResponderExcluir