18 de set de 2010

Semanticidade e Significação +


Não se for em português!


Oi, meu caro, minha cara! Tudo bem?

Muito bom!

Vamos ver algo sobre as metamorfoses da estrutura semântica lexical e alguns tipos de significação das palavras. Pode ser? Certo! Então amarre o cadarço, segure firme essa alça, levante a cabeça e corra sem olhar pra trás.

SEMANTICIDADE E ALTERAÇÃO NA SEMÂNTICA ESTRUTURAL

Semanticidade, porque a cada forma corresponde um conteúdo significativo, já que na linguagem tudo significa, tudo é semântico.” (BECHARA, 2005).

É como uma vez li em algum lugar do qual não me recordo: as palavras são como conchas: temos de encostar o ouvido bem pertinho e apurar a atenção se quisermos ouvir a voz que dentro delas ressoa. Era algo parecido com isso.

As palavras, no decorrer da linha temporal de dialetação, sofrem metamorfoses no seu sema primitivo. Como e por que isso acontece?? São muitos os motivos, caro(a) amigo(a). Durante o período de evolução (e vida) de uma língua, a esfera semântica de muitas palavras tem sua camada expandida, dilatada devido à agregação de novos significados.

Fiquemos agora com o “gosto de quero mais”:

As grandes e mais conhecidas causas motivadoras da metamorfose do significado (sema) das palavras são, segundo Bechara: METÁFORA, METONÍMIA, CATACRESE, BRAQUIOLOGIA, EUFEMISMO, INFLUÊNCIA DE FATOS DA CIVILIZAÇÃO e ETIMOLOGIA POPULAR. Veremos essas e outras matérias em outro momento, dentro da matéria figuras de linguagem. Fique claro o fato de que as figuras abrangem muitos dos campos gramaticais, mas, para que você, meu fiel amigo, minha fiel amiga, não se perca, a matéria FIGURAS DE LINGUAGEM, que será a próxima da parte semântica, será postada aqui no campo Semântico (óbvio), ok?

SIGNIFICAÇÕES PRÓPRIAS DO LÉXICO
 
SINONÍMIA

São sinônimas as palavras que têm significados próximos... veja bem: PRÓXIMOS! Podem ter o mesmo valor semântico, porém não são 100% iguais. Certo? As diferenças, por menores que possam ser, aparecem por causa de diversos fatores, principalmente os pragmáticos.

Ex.:

carro – veículo – automóvel

casa – lar – moradia – residência

invadir – alastrar

ANTONÍMIA

São antônimas as palavras com significados opostos, contrários. Aqui a coisa fica bem exata.

Ex.:

bem – mal

bom – mau

claro – escuro

fácil – difícil (é nada... pode acreditar, deu até sono agora)

HOMONÍMIA

São homônimas as palavras com mesma pronúncia e/ou na escrita.

Ex.:

apreçar (dar preço) – apressar (tornar mais rápido)

acender (o fogo) – ascender (subir)

As palavras homônimas ainda se dividem em:

HOMÔNIMAS HOMÓGRAFAS = mesma escrita, mas pronúncia diferente.
Ex.: o começo do filme foi muito chato / Eu começo a estudar aqui e entendo tudo!

HOMÔNIMAS HOMÓFONAS = mesma pronúncia, mas com diferenças na escrita.
Ex.: tacha (preguinho) – taxa (imposto) / cheque (do banco) – xeque (mate)

HOMÔNIMAS PERFEITAS = mesma escrita e mesma pronúncia (mas com significados distintos (¬.¬))
Ex.: são (elas) / São (Paulo)

PARONÍMIA

São parônimas as palavras que se assemelham na pronúncia e na escrita (significados diferentes, sempre!)

Ex.: fluir (transcorrer) / fruir (desfrutar)

Eis (aqui) uma página cheinha de palavras parônimas e outras coisas.
Clique, mas volte logo... tá ficando escuro... é sério... não me deixe só... :(


Lembre-se sempre de entrar em contato comigo ali na aba “Tô aqui”, caso tenha perguntas. Não prometo a resposta, mas... brincadeirinha, meu!

No próximo episódio: figuras de linguagem

Até lá, caro(a)!

Nenhum comentário:

Postar um comentário